Escritório austríaco vence concurso para Memorial do Holocausto em Kiev

A proposta apresentada pelo escritório de arquitetura austríaco, Querkraft Architekten, em parceria com o arquiteto paisagista Kieran Fraser, foi escolhida por unanimidade como a grande vencedora do concurso internacional de arquitetura para o Memorial do Holocausto Babyn Yar em Kiev, na Ucrânia, tornando-se o primeiro Memorial do Holocausto a ser construído no leste da Europa.



Para os arquitetos da Querkraft, era importante que o memorial pudesse impactar emocionalmente os visitantes, fazendo-os refletir sobre a história deste lugar. Desespero e esperança se revelam no espaço através do uso da luz e da sombra, um projeto que gira em torno da “percepção individual do visitante sobre o Holocausto”. De fato, a experiência espacial faz com que os visitantes “sintam emocionalmente os perigos e a falta de esperança que testemunharam as vítimas do Holocausto em Babyn Yar”. O espaço do memorial se desenvolve ao longo de uma rampa descendente flanqueada por paredes que “escoltam” o visitante ao espaço expositivo implantado vinte metros abaixo do solo. De fato, “este percurso recria o caminho percorrido pelas vítimas de Babyn Yar em direção à morte, propondo ainda uma reflexão à respeito da violência na qual aquela sociedade estava imersa”. O percurso culmina em um enorme átrio luminoso, bem no coração do memorial, uma luz no fim do túnel que representa a esperança por um futuro melhor.



O projeto vendedor do concurso para o Centro Memorial do Holocausto Babyn Yar é uma proposta poderosa e objetiva. O significado e a necessidade de criar um espaço educativo concebido para promover a compreensão e a reflexão, ressoarão entre as gerações vindouras, tanto na Ucrânia quanto em todo o mundo. Todos os participantes demostraram habilidade e convicção para refletir sobre este triste capítulo da nossa história. Este esforço coletivo simboliza o respeito e a compreensão necessárias para o futuro da humanidade. O Memorial do Holocausto Babyn Yar faz parte da nossa história e continuará a prestar a devida homenagem às vitimas do Holocausto, assim como promoverá a compreensão e o respeito entre as pessoas. -- Sir David Adjaye, membro do júri do concurso e diretor da Adjaye Associates

O projeto inclui espaços expositivos para mostras permanentes e temporárias, um centro de educação e pesquisa, um espaço para a realização de eventos públicos e instalações além de um arquivo voltado à catalogação e acervo de documentos relativos ao Holocausto na Ucrânia e no mundo. A equipe curatorial do Memorial do Holocausto em Babyn Yar passará a colaborar com os vencedores para o desenvolvimento do projeto executivo.



Lançado em dezembro de 2018, o concurso para o Centro Memorial do Holocausto em Babyn Yar recebeu 165 inscrições oriundas de 36 países diferentes, com participação de escritórios de renome mundial como Eisenman Architects, Diller Scofidio + Renfro e Zaha Hadid Architects. O segundo e o terceiro colocado foram Dorte Mandrup A/S da Dinamarca em colaboração com a arquiteta paisagista americana Martha Schwartz e os alemães da Merz Merz em parceria com os paisagistas da TOPOTEK 1, também da Alemanha.


Fonte: Arch Daily

Autor: Christele Harrouk Traduzido por Vinicius Libardoni



3 visualizações

Conheça nossos cursos profissionalizates